Trigeração: Tecnologia CCHP

Trigeração: CCHP no Rio de Janeiro

Edifícios com sistemas combinados de refrigeração, calor e energia (CCHP – combined cooling, heat and power) geram  energia elétrica de forma sustentável através da utilização de biocombustíveis. O calor residual aciona um chiller (resfriador) para fornecer refrigeração ao edifício. Foto por Bilfinger licenciada sob creative commons.

Trigeração ou CCHP envolve o uso de um motor de calor ou de uma estação de energia para simultaneamente  gerar eletricidade e calor útil.

No contexto do Rio de Janeiro, o calor produzido pode ser usado para acionar chillers proporcionando o arrefecimento.

Em geral, CCHP ajuda a reduzir as emissões de gases de efeito de estufa porque o calor residual, um subproduto inevitável de centrais térmicas de electricidade, pode ser usado para fins úteis.

Além disso, as perdas de transmissão e distribuição – uma conseqüência inevitável da geração remota de eletricidade – são minimizadas. Essas premissas precisam ser examinadas de perto no caso do Rio de Janeiro.

A maioria da energia elétrica fornecida para oRio de Janeiroderiva de usinas hidrelétricas – uma forma de geração que não queima combustível e não produz gases de efeito estufa. Sendo assim, a geração de eletricidade localmente por CCHP não traria redução das emissões de gases de efeito estufa, a menos que combustíveis renováveis fossem utilizados.

A geração local de energia elétrica por meio de CCHP tem inúmeras vantagens. Reduziria significativamente as perdas de transmissão e distribuição, servindo para aumentar a resiliência da rede brasileira e se encaixando aos objetivos estratégicos do Governo Brasileiro. Em nível local, o CCHP ajudaria oRioa garantir a segurança do abastecimento de energia – que no passado foi interrompido devido a fatores ambientais associados à extensa rede de transmissão e distribuição.

No entanto, para que o CCHP tenha o potencial de reduzir as emissões de gases de efeito estufa, é essencial que combustíveis renováveis sejam usados. Para mais informações sobre os combustíveis renováveis no contexto doRio de Janeiro, consulte a seção sobre Biocombustíveis desta ferramenta.

Motor Térmico ou Estação de Energia?

A tecnologia CCHP instalada em edifícios consistem geralmente de um motor de combustão interna ligada a um alternador. Unidades de CCHP muito grandes (acima de 10MW) pode usar uma turbina de gás para aumentar sua eficiência.Comomúltiplas unidades são necessárias para a resiliência do fornecimento, uma unidade de 10MW possivelmente será uma em pelo menos três – resultando em uma instalação muito grande (30MW). Tal instalação seria provavelmente utilizada para distribuir o calor por uma grande área, aumentando assim as perdas de calor de tubagem e as exigências de energia da bomba. Isto parcialmente milita contra o aumento da eficiência da turbina ao longo do motor de combustão interna.